Cases

Nosso dia a dia com clientes e parceiros transformando negócios em sucesso. #joinus

#fb: É preciso investir em mídia
26.06.13

Uma das coisas que mais escuto quando converso com clientes e prospects é: “eu tenho uma página no Facebook, mas sinto que as pessoas não veem o que estou postando. Por que será?”. Há inúmeras respostas para essa pergunta, que passa desde um conteúdo desinteressante ou que não tenha apelo para o seu público. Pode ser que a foto escolhida não seja atrativa pode ser um outro motivo que só vou conseguir explicar analisando caso a caso também. Mas a resposta mais plausível é: você não está investindo em FacebookAds.

Voltando no tempo: há muito tempo o Facebook disponibiliza a ferramenta para criação de anúncios, onde você pode obter fãs, divulgar seu site ou divulgar um conteúdo específico da sua página, de modo geral. Porém, foi após o IPO do Facebook, em meados do ano passado, que ter uma estratégia casada de Content Market e investimentos em FacebookAds virou parte fundamental para marcas que querem ter presença ativa na rede social de Mark Zuckberg. Para incentivar que as empresas gastassem mais em suas páginas, o EdgeRank, algoritmo da rede social que determina quem verá os conteúdos publicados, tem cada vez menos, diminuído a quantidade de pessoas que as publicações atingem de maneira orgânica. Ou seja, com menos pessoas vendo as publicações, restam às marcas colocarem a mão no bolso e criarem campanhas pagas para captação de fãs e exposição de conteúdos.

Para o bem ou para o mal, não há como obter bons resultados com páginas de Facebook sem um investimento efetivo em mídia. Principalmente quando se pensa em vendas online. O lado bom de tudo isso é que essas mudanças fazem com que hoje, seja efetivamente possível obter resultado de vendas e mensurar ROI (retorno sobre investimento) com o FacebookAds.

Já tive um cliente de vendas online que, com uma estratégia eficiente de content marketing e investimento em FacebookAds, chegou a obter um ROI de 8 vezes o investimento em média e a vender mais R$ 1 milhão de reais pelo Facebook. O Ponto Frio, maior referência de atuação em redes sociais de varejo, recentemente, anunciou um total de mais de R$ 20 milhões em vendas originadas pelos seus canais em redes sociais. São números de respeito que nenhuma empresa que pensa em diversificar seus canais de captação de receitas deve desconsiderar. A possibilidade de poder segmentar o público que realmente me interessa, pelos interesses declarados pelos usuários em seus perfis, faz com que o Facebook, hoje, seja a rede social com maior potencial para um trabalho de marketing que vá além do branding puro e simples. Hoje, ele é a melhor plataforma para que uma marca se relacione com o seu consumidor.

Para empresas que possuem presença online, essa mensuração é ainda mais precisa do que para aquelas que não estão presentes na internet. De qualquer forma, o FacebookAds não é efetivo apenas para vendas. Criação de campanha de captura de e-mail para a base de e-mail marketing, geração de leads, captação de currículos, pesquisas de mercado são apenas algumas ações pelas quais conseguimos obter resultados efetivos usando os anúncios na rede social.

Claro: nenhuma propaganda apenas, por si só, faz milagre. Daí a importância de se ter um trabalho efetivo e cientifico de produção de gestão de conteúdo na página, bons textos e imagens, criatividade na criação de aplicativos e na elaboração de ações e concursos. Além de uma linguagem precisa e definida para dialogar com seu consumidor. Mas todos esses fatores são potencializados quando se tem uma estratégia realmente eficaz de investimento de mídia. E, cada vez que o EdgeRank do Facebook é alterado, essa premissa se torna cada vez mais essencial e fundamental para marcas que queiram, de fato, ter uma estratégia assertiva de redes sociais.

Concorda? Tem dúvidas? Tem críticas? Gostaria de entender melhor como funciona o FacebookAds?

Deixe seu comentário.
Abraços,